sábado, 19 de junho de 2010

José Saramago




Pics by Sebastião Salgado

Ontem o mundo perdeu um dos maiores escritores da nossa era. José Saramago.
Quando a notícia chegou para mim chorei, chorei por perder uma grande paixão, por saber que nunca mais lerei nenhum novo livro, chorei por perder o meu maior ídolo.
Eu amava ele.
Num dia qualquer num passado bem distante, "ensaio sobre a cegueira" caiu nas minhas mãos do nada. Começei a ler e achei estranho, sua escrita era diferente, parágrafos muito longos e o uso muito incomum na pontuação. Uma literatura densa e sofisticada, a partir daí eu me apaixonei.
A cada livro lançado meu coração batia. Sua própria história me emocionava. Casado com Pilar, 28 anos mais nova, a quem ele sempre dedicava seus livros e era completamente apaixonado, morava em Lanzarote, nas Ilhas Canárias onde ficou até morrer em casa ao lado de sua família.
Hoje seu corpo está sendo velado em Lisboa - Portugal e amanhã será cremado.
Como gostaria de estar lá pra poder me despedir...

Saramago, que tanto nos brindou com pensamentos, frases e histórias extraordinárias, nos deixou hoje com a missão de nunca deixá-lo morrer.

"Acho que na sociedade actual nos falta filosofia. Filosofia como espaço, lugar, método de refexão, que pode não ter um objectivo determinado, como a ciência, que avança para satisfazer objectivos. Falta-nos reflexão, pensar, precisamos do trabalho de pensar, e parece-me que, sem ideias, nao vamos a parte nenhuma."

Último post feito em seu blog ao qual ele postava diariamente.
Outros cadernos de Saramago

E aqui o trailer de um possível documentário a ser lançado no dia 16 de novembro, dia do seu aniversário.



aqui e aqui mais notícias sobre Saramago.

Apesar de tudo acho que morreu feliz porque escreveu até ao fim da vida!

3 comentários:

Diana disse...

É sem dúvida uma grande perda para a literatura mundial. Relativamente à literatura portuguesa em especial, o nome que se segue entre os grandes nomes, o único comparável a Eça de Queirós e a Fernando Pessoa.

Ontem quando soube da notícia chorei muito também, e pensei que nunca mais teremos a oportunidade de abrir o seu blog todos os dias e ler os seus extraordinários posts, tão humanos, tão actuais, tão intemporais. Hoje a tv portuguesa está a acompanhar a homenagem em Lisboa durante toda a tarde e acho justificado que assim seja, já que foi um GÉNIO que o mundo perdeu.

Vamos aguardar a estreia do documentário :)

(escrevi em português corrente, sem tentar "adaptar" para o brasileiro, espero que percebas tudo Karina. beijos)

Karina disse...

Oi Diana, também fiquei bem triste, gostaria muito de estar aí pra poder ver de perto, mesmo que nessa situação, ele.
Vc vai ao funeral?

Ano que vem pretendo estar aí em portugal pra conhecer a fundação, e espero conhece-la também...

bjos

karina

Diana disse...

eee vamos torcer para que esse encontro aconteça :)

beijos